Posts Recentes

Blog de Intercâmbio no Exterior / Intercâmbio  / Tipos de intercâmbio: saiba como escolher o modelo ideal para você

Tipos de intercâmbio: saiba como escolher o modelo ideal para você

Seja para estudar, trabalhar ou mesmo aprimorar um talento pessoal, existem diferentes tipos de intercâmbio, voltados para públicos variados.

Além de escolher o país, a cidade, o que fazer nas horas vagas, entre muitos outros pontos que envolvem decisões importantes, é preciso definir bem o modelo ideal de intercâmbio a fazer.

Neste post, vamos mostrar 5 tipos de intercâmbio para ampliar o seu leque de conhecimentos e ajudar no planejamento de sua futura viagem. Confira!

1. High School

Esse tipo de intercâmbio é voltado aos estudantes de Ensino Médio brasileiro que têm entre 14 e 18 anos de idade.

Para participar, é preciso ter um conhecimento intermediário de inglês. São diversos os países com abertura para esse modelo, como Estados Unidos, Austrália, Canadá, Reino Unido, Suíça, África do Sul e Nova Zelândia, por exemplo.

Com duração que varia de um semestre a um ano, é preciso marcar a data da viagem para esse modelo de intercâmbio com a antecedência de seis meses.

Inicialmente, os estudantes passam por testes de idioma e de aspectos comportamentais, já que ficarão instalados em casas de famílias ou em dormitórios escolares.

Esse tipo de intercâmbio traz bons resultados pelo fato de os jovens participarem das atividades locais juntamente com os nativos, frequentando os espaços de convivência e variados eventos. Ou seja, o intercambista vive a experiência de um morador e conhece a fundo a cultura local.

2. Cursos de idiomas

Os cursos de idiomas em outros países não exigem fluência do intercambista na nova língua. São oferecidos pacotes de períodos variados de duração, de semanas a meses, conforme a necessidade de cada aluno.

Apesar de o foco ser o estudo, muita gente opta em trabalhar em meio período, complementando a renda ou até mesmo utilizando o dinheiro para se bancar no país escolhido para o intercâmbio.

Há, inclusive, opções de hospedagens de baixo custo, muito procuradas pelas pessoas que conseguem trabalhos temporários durante o período de estudos.

Dentre os vários cursos de idiomas, existem os que têm a língua como foco profissional, sendo direcionados para áreas específicas de atuação, como medicina, direito, marketing e finanças.

3. Graduação ou pós-graduação

Universitários, mestrandos e doutorandos podem fazer vários tipos de especializações no exterior por meio de parcerias com institutos de pesquisa.

Há aberturas para participação em projetos remunerados ou em intercâmbios com bolsas de estudos. Muitas das oportunidades se dão por meio de parcerias entre universidades estrangeiras e brasileiras.

Geralmente, as informações sobre prazos de inscrição, critérios de escolha e duração das bolsas são obtidas nas instituições de ensino. Se você está inserido em um ambiente universitário, fique ligado nessa dica.

É possível também fazer um curso de graduação completo no exterior, desde que o estudante tenha fluência no idioma. Entretanto, pesquise para saber se o diploma é válido no Brasil, pois alguns cursos não são aceitos aqui, o que pode ser uma limitação profissional.

4. Au pair

Meninas que gostam de crianças podem trabalhar como babás no exterior. Esse tipo de intercâmbio tem duas vantagens: moradia garantida e remuneração financeira.

O intercâmbio Au Pair pode ajudar a pagar por um bom curso no exterior, já que o programa tem duração média de um ano.

O tempo estendido é ótimo também para estreitar as relações com os nativos, praticar intensamente o inglês e aprender muito sobre a cultura local.

5. Trabalho no exterior

Existem programas que disponibilizam vagas em vários tipos de trabalho no exterior. As atividades são legalizadas, com remunerações, e duram, em média, de quatro a doze meses.

Esse intercâmbio não envolve necessariamente vínculo com instituições de ensino e pode ser uma boa maneira para levantar uma grana e ainda conhecer novas pessoas e hábitos, sem falar na prática do idioma.

Apesar de termos selecionado apenas cinco tipos de intercâmbio para o post de hoje, saiba que existem muitos outros modelos que você pode escolher.

Para tomar a sua decisão, o mais importante é realizar uma pesquisa criteriosa, com o objetivo de maior aproveitamento das experiências, de acordo com as suas necessidades e preferências.

E se o que você quer é estudar espanhol, uma boa dica é fazer um intercâmbio em Buenos Aires! Saiba como lendo o nosso artigo especial sobre a capital da Argentina!

Nenhum comentário

Deixe aqui seu comentário: